Game of Thrones: o inverno somente está começando

A nova temporada de Game of Thrones está chegando, para a alegria de milhões de fãs no mundo inteiro. O seriado mudou bastante aquilo que chamamos de televisão (a HBO, o canal a cabo responsável pela produção do show, dizia em sua propaganda que não era TV, mas HBO – agora isto finalmente fez sentido). Com mais liberdade na criação de programas e filmes, justamente por ser televisão a cabo, a HBO consegue não somente criar conteúdo que a transmissão aberta teria medo de arriscar, com todos os temas mais controversos do planeta, mas também tem até a flexibilidade de não mostrar seu show no horário marcado, caso acredite que tenha dias melhores para fazer o mesmo (sim, aconteceu em 2013).

E é neste contexto que Game of Thrones surgiu, baseado no livro As Crônicas de Gelo e Fogo do escritor americano George R.R. Martin, que foi lançado em 1996. Game of Thrones, nome do primeiro livro, parecia que nunca iria se tornar um programa de TV. Com um mundo fictício que conta com dragões e zumbis, violência e sexualidade, o custo seria muito grande se a série fracassasse. Porém, ela não somente se tornou um dos programas mais bem-sucedidos da história da televisão, mas efetivamente mudou o que esperamos de um seriado.

E quais os aspectos que deram ao show seu caráter único? Personagens muito bem desenvolvidos e a violência em relação a estes personagens principais. Muito diferente de outros programas, mesmo que de sucesso, os personagens de Game of Thrones tem uma coerência incrível, nunca tomando uma ação que não faça sentido para sua história. Mais importante ainda, o seriado mantém uma violência instável que não nos permite saber qual personagem viverá ou morrerá – e não importa se o mesmo é bom ou ruim, principal ou secundário. Em um mundo atual onde percebemos a realidade com esta certa instabilidade, o seriado caiu como uma luva.

Muito do sucesso da série também se deve a uma grande propaganda boca a boca. Depois do episódio O Casamento Vermelho, na terceira temporada, diversos fãs, chocados com o que viram na tela, não conseguiam esconder sua empolgação. Isto levou muitos a assistirem o show desde o começo, para terem a mesma experiência. Vídeos do Youtube, mostrando a reação dos fãs quando veêm os personagens principais do show morrendo, mostram a importância e a inovação desta obra. Tanto que depois de Game of Thrones, outros seriados, como The Walking Dead, tentaram copiar a violência, mas sem nunca conseguir replicar o cuidado no desenvolvimento dos personagens, que tem o autor do livro a agradecer.

Agora na sétima temporada, porém, muito irá mudar. Para começar, os primeiros episódios se inspiravam bastante nos livros de Martin. Porém, como o escritor precisa de um grande tempo para escrever suas obras, o show alcançou seus livros finais. Mesmo assim, o autor sempre estava junto da equipe criativa do show, aprovando suas decisões. Porém, o escritor parece ter desistido de escrever os títulos seguintes de sua série mais famosa depois que o final da sexta temporada revelou muitos segredos que Martin queria deixar para depois. Assim, o seriado agora navega águas desconhecidas.

De qualquer modo, a série promete agradar muito nesta sétima temporada. Se no começo do show havia bastante desenvolvimento nos personagens, agora eles estão prestes a lutar entre si, em uma batalha que promete entrar para a história da televisão. Conhecendo Game of Thrones, podemos adivinhar que o inverno está somente começando.

Related Posts

Leave a comment